O guia correspondente do Pottermore para fazer um filme: criando a silhueta de Nova York.

13/05/2016 Escrito por: Karon Gravina, Bernardo Costa

Fonte: Pottermore.com
Tradução: Bernardo Costa

Como fazer coisas que não existem, parecerem extremamente reais. 

Como eles fazem a silhueta inteira de Nova York aparecer no espaço aéreo inglês? Para onde um ator olha quando está gravando uma cena com um animal imaginário? E o que os bonecos tem a ver com tudo isso?


Primeiro, a silhueta de Nova Iorque. O designer de produção Stuart Craig, a decoradora de sets Anna Pinnock e um time de artistas e decoradores constroem sua própria versão da cidade de Nova Iorque no exterior de Leavesden. O exterior do flat de tijolos vermelhos de Tina e Queenie Goldstein, o apartamento do Jacob, os quarteirões do MACUSA e uma serie de prédios falsos dos dois lados de Nova Iorque. 

Mas Nova Iorque é uma cidade muito grande. Sim, o Empire State não estava lá até 1930 , mas em 1926 já haviam estruturas que encostavam nas nuvens. Para este filme telas verdes foram colocadas acima do set. Na pós produção serão substituídas por extensões digitais que não só aumentarão a altura dos prédios, como também irão estender a silhueta de Nova Iorque.  

E se eles conseguem fazer surgir, como mágica, tal silhueta, eles conseguem trazer a vida todos os animais da maleta de Newt, certo?

Certo. Os animais de Newt Scamander serão criados na pós produção (que está acontecendo agora) usando CGI. É um processo complexo. Bonecos elaborados são feitos e manipulados pelos manipuladores da peça "Cavalo de Guerra", foram usados para a interação com Eddie Redmayne.

Enquanto algo mais simples como uma bola de tênis na ponta de um bastão, deram aos atores um ponto de visão e se mexeram exatamente onde os animais entrarão.

Como vimos na evolução dos 8 filmes de Harry Potter, CGI se tornou ainda mais sofisticada com o passar dos anos, sendo usado para mesclar atores reais com cenários imaginários e, obviamente, trazer criaturas extraordinárias à vida.

O time de CGI de Animais Fantásticos vai renderizar as criaturas direto da imaginação de J.K. Rowling para o corte final do filme. Esse corte do CGI vai fazer o "Swooping Evil" parecer exatamente como um pássaro esmeralda descendo dos céus. O céu absolutamente real de Nova York.

Postagem original, em inglês, aqui. 

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images

Twitter