Bem-vindo ao apartamento de Tina e Queenie Goldstein

18/05/2016  Escrito Por: Ednelson Viana e Brunno Maia


Tradução: Brunno Maia


Estou de pé no apartamento de Tina e Queenie Goldstein, 20 minutos antes de ele ser derrubado.
Essa é a parte devastadora de cenários de filmes: são feitos para parecer a realidade perfeita e permanente dos personagens que conhecemos. Mas na verdade, no momento em que terminam de filmar em um cenário em particular, tudo é embalado e guardado. Parece brutal de alguma forma, para uma moça sentimental como eu. Ou para Alison Sudol, nossa Queenie.
“Eu odeio pensar que [o apartamento] vai ser desmontado! Eu o amo tanto,” ela lamenta suavemente. “Ele me deu uma visão de Queenie que eu não tinha antes. Eu havia imaginado a vida dela em minha cabeça mas estar ali dentro foi muito importante: ver o que estava cozinhando na cozinha... Foi como estar na casa de um amigo. Como se fosse ‘ah, tudo bem, essas são as suas coisas, esse é o tipo de manteiga que você gosta, essas coisas’. Você entende alguém em um nível muito íntimo quando se está em sua casa e eu amei isso.”
Aqui e agora, de pé junto á cama de Queenie, eu entendo exatamente o que Alison quer dizer. Aqui é onde as irmãs Goldstein são melhor contextualizadas. Cada centímetro, cada telha, cada almofada de veludo, cada etiqueta em cada produto em cada prateleira foi planejado e posicionado para invocar seus personagens.
É humilde, pitoresca e quente daquele jeito doce que a primeira casa de uma mulher pode ser. É modesto mas encantador.
Um conjunto de lingeries está colocado na cama de Queenie, próximo a umas revistas de moda. A cama de Tina está próxima de um conjunto de livros e alguns panfletos descartados.
“É tão bom ter todos os livros próximos á cama da Tina e ter esse ambiente que diz tanto sobre ela. Parece que ela realmente mora ali,” diz Katherine Waterson, nossa Tina. “O incrível do time de produção é que você tem uma ideia na sua cabeça e eles podem manifestá-la. Essa é uma das minhas locações favoritas em todo o filme.”
Há sinais da existência de moças normais também: pequenos pacotes de grampos e cremes de beleza no banheiro, e a roupa limpa ao pé da cama.
Quando se examina o lugar (ou se senta na ponta da cama de Tina e respira profundamente, como se estivesse tentando absorver cada detalhe com todos os cinco sentidos) você sente a presença quase subliminar de magia. E também uma sensação muito forte que remete ás irmãs Goldstein. É maravilhoso... E tudo vai ser desmontado em 14 minutos e meio.
Lembrando que Animais Fantásticos chega aos cinemas dia 17 de Novembro.
Siga nossas redes socias, Twitter e Instagram e curtam nossa página no Facebook para ficar por dentro das notícias.

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images

Twitter