[Coluna] Brasileira cria releitura da obra Animais Fantásticos e Onde Habitam


26/05/2016  Escrito por: Brunno Maia


Não é segredo para ninguém que a obra de J.K. Rowling vem inspirando milhões de pessoas através dos anos, mas em Belo Horizonte uma fã da saga foi ainda mais longe. Carina Ribeiro Cardoso (24) é designer, tatuadora e uma potterhead convicta. Quando chegou a hora de preparar seu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) no curso de Design Gráfico da UEMG, o resultado não poderia ser outro: a mineira resolveu recriar a obra Animais Fantásticos e Onde Habitam através de sua visão. Carina nos contou um pouco sobre como buscou inspiração para criar esse trabalho incrível. O resultado e o nosso papo com ela, você confere abaixo:


Qual a importância da obra de J.K. Rowling em sua vida? O que despertou seu gosto pela saga? 
J.K. me ensinou a ler. Antes de conhecer o universo Harry Potter, meu gosto pela leitura não era lá essas coisas. Pra ser bem sincera, quando criança eu tinha preguiça de ler livros muitos grandes ou sem ilustrações. Mas, de uma maneira um tanto engraçada, minha primeira lembrança de leitura viciante foi com Harry Potter...e tudo começou com uma aposta! Lá em meados da 5ª ou 6ª série um colega de classe, já fã da saga, apostou comigo que não conseguiria ler os 3 livros da série (os únicos lançados na época) até o fim das férias. Acabei cumprindo a aposta e descobrindo meu gosto pela leitura e pelo gênero fantasia.

O que mais me chamou a atenção nos livros foi ver como a leitura era gostosa, fácil e fluía como nunca. O universo descrito pela J.K. era repleto de detalhes, personagens bem construídos e, o mais importante, uma história interessante. Foi ótimo poder ter um novo contato com as obras no meu Trabalho de Conclusão de Curso.


Como surgiu a ideia e como foi o processo de criar uma releitura do livro Animais Fantásticos e Onde Habitam?
A ideia em si demorou um pouco pra se concretizar. Desde o início da faculdade (de Design Gráfico na UEMG) eu queria fazer um projeto com foco em ilustração. Quando chegou o momento do TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), eu procurei temas que pudessem explorar esse lado mais artístico e que se enquadrassem nas exigências da graduação. Pensei em várias opções até que uma amiga minha, tão fã de Harry Potter quanto eu, me sugeriu reilustrar a obra: “Animais Fantásticos e Onde Habitam”. Sempre critiquei a edição original pela qualidade das ilustrações e a diagramação. Um livro tão rico em detalhes narrativos não poderia deixar a desejar nas ilustrações e no projeto gráfico. Como fã e ilustradora, tive a oportunidade de dar à obra um toque especial. Assim, surgiu a ideia de criar não só uma edição ilustrada, mas uma edição de luxo.

O processo demorou em torno de 6 meses para se concretizar. Tive como professor orientador o ilustrador Marcelo Bicalho, muito atencioso, exigente e um ídolo para mim. Juntos elaboramos todo o escopo do projeto: público alvo, referências gráficas, estilo das ilustrações e todo o conceito. Foram momentos de pura nostalgia, pois eu tive que entrar de cabeça em todo universo criado pela J.K., novamente. Fiz muita pesquisa visual, re-assisti todos os filmes e re-li os livros. Anotei todas as coisas que achei interessantes e fiz uma seleção do que gostaria de acresentar no meu projeto.


Onde você buscou inspiração para os desenhos dos Animais? 
Minha principal fonte de inspiração foram os filmes da saga e livros a respeito de ilustração científica (como grimórios e ilustrações do período da Art Noveau). Eu precisava entender bem esses dois mundos, pois eu queria passar no meu projeto o conceito de como seria escrever um livro didático/ biológico para bruxos. 





















Seu trabalho tem ares de publicação oficial, está em seus planos qualquer tipo de contato com fontes oficiais de produtos da saga?
Sim! Recentemente tenho buscado uma maneira de publicar este trabalho. Mas é necessária uma aprovação da editora detentora dos direitos autorais e de publicação de obras referentes ao universo Harry Potter. Espero conseguir essa aprovação e poder trabalhar em conjunto à editora para que minha edição se torne realidade.


Hoje o universo Harry Potter se tornou um típico produto culturalmente mundializado e ocupa um lugar significativo no mercado de bens simbólicos. Acredito que existe uma demanda latente referente à necessidade de reformulação de algumas obras e produções editoriais, como por exemplo, o objeto da edição proposta, o livro: “Animais fantásticos e onde habitam”. O objetivo é tornar a obra coerente ao universo comunicacional e transmidiático contemporâneo.
Espero que de algum modo meu projeto chegue aos fãs e às editoras e assim se torne realidade.


 Dos Animais Fantásticos, qual você julga mais interessante?
Durante o processo de criação das ilustrações vi muitos animais interessantes. Fiz estudos de personalidade e aparência de cada um dos que foram selecionados e, para isso, criei mini histórias a respeito deles na minha cabeça. Acho que acabei me apegando a algumas delas, como a do Tolete (ou Horklump na versão original) – criei todo um esquema de como é o seu desenvolvimento, desde um “bebê tolete” até a sua forma “adulta”.


Quais são suas expectativas para o filme Animais Fantásticos e Onde Habitam? Tem alguma criatura em especial que você deseje ver nas telonas?
Tenho grandes expectativas para o filme! Os atores escolhidos são incríveis, os efeitos especiais parecem muito bem trabalhados e o livro oferece uma gama de detalhes para se explorar o roteiro. Acredito que os diretores criarão uma história completamente nova e não ficarão presos ao que já se conhece de Harry Potter, mas espero que sigam alguns detalhes que são mostrados no livro, pois acredito que essa é a magia das adaptações, o leitor ver nas telonas o que antes estava apenas na imaginação e nas páginas do livro.

Desejo ver no filme o animal "Lethifold" pois sua descrição no livro é um tanto subjetiva e misteriosa. Tive grande dificuldade em ilustrá-lo. Seria bacana ver a solução que encontraram para representá-lo no filme. 



Conheça mais do trabalho da Carina aqui, e não deixe de apoiar Potterheads criativos como ela nas redes sociais!



You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images

Twitter