[Crítica] Animais Fantásticos e Onde Habitam

14/11/2016 | Escrito por: Gustavo Pinto

A equipe do Animais Fantásticos Brasil foi convidado para a sessão de imprensa e trouxemos uma crítica sem spoiler aos nossos leitores, confira:

Fomos surpreendidos por J.K. Rowling de novo.

Pegue a possibilidade de expandir um universo que já conhecemos, mais um novo cenário e assuntos que abrangem todos os públicos, então, é assim que formamos Animais Fantásticos e Onde Habitam.

Com uma dinâmica extremamente nova o filme não perde o seu ritmo do começo ao fim, com a caça dos animais tomando uma boa parte do filme e cenas que te fazem rir, vindas principalmente do Pelúcio e Jacob.

É perceptível para os fãs as brincadeiras de J.K. Rowling no roteiro que não peca muito, mas deixa muitas portas abertas para os próximos filmes (muito esperta de sua parte).

Mas para os que não são tão fãs ou estão chegando agora nesse universo não se preocupe. Não há nada que possa te deixar dúvida, tudo é bem explicado, mas é claro que quem é fã sairá de lá com referências muito mais nítidas (ainda mais se você leu os textos do Pottermore).

Não sou um especialista quando o assunto é sétima arte, mas vários aspectos me agradaram. Principalmente a tonalidade do filme, que nos filmes de Harry Potter pareciam ter a mesma cor do começo ao fim do filme, já aqui temos cenários mais vivos e cenários que são colírios para os olhos.

Os efeitos especiais não decepcionam nenhum pouco e as atuações dos atores em situações que usaram muita computação gráfica e efeitos também não decepcionam.

A trilha sonora do filme parece não estar presente em algumas partes do filme e mesmo sendo grandiosa não alcança o seu esplendor como as de Harry Potter.

Talvez o maior deslize do filme seja as várias incógnitas deixadas que só serão sanadas nos próximos filmes.

Os destaques do elenco:

Eddie Redmayne: Sua sutileza nos atos e a veracidade que demonstra os sentimentos do Newt para com os animais é algo incrível em sua atuação. O ator também traz ótimos detalhes para o personagem que parecem vir da sua personalidade de tão bons que são passados ao personagem.

Ezra Miller: O seu talento é incontestável, da forma de andar ao modo falar, ele parece ter entendido perfeitamente o que seu personagem passou e passa. Sem dúvidas uma das melhores interpretações.

Dan Fogler: O que falar de Dan Fogler? Além de ser o rei do Brasil ele rouba a cena em todo o filme e nos faz passar por vários estágios das emoções.

Os outros atores também são ótimos em seus papéis, mas esses são os que se destacam.

Sobre o ator Johnny Depp só podemos dizer que sua caracterização está surpreendente e suas cenas e falas são um imenso ponto de interrogação em nossas mentes.

Sabe quando você chega ao cinema com as expectativas altas e mesmo assim o filme as supera? É isso que acontece com Animais Fantásticos e Onde Habitam.

Nota: 9

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images

Twitter